Será que a gente quer esquecer?

by - segunda-feira, maio 08, 2017

Será que a gente quer esquecer?
De alguma forma sempre sabemos o que é capaz de acontecer, só não pensamos nisso.

A rapidez que as coisas costumam acontecer me deixa um pouco atrasada em relação ao mundo, queria que tudo fosse igual eu sou por dentro, calma e devagar sempre, apesar da minha ansiedade tensa de querer tudo na hora, eu costumo funcionar diferente.
Quando algo de fato acontece fora do meu controle, as paredes começam a se fechar e eu fico de fora de tudo aquilo que era meu antes. Alguns podem dizer que é defesa, eu digo que é bloqueio. É difícil demais controlar algo que não se controla e é por esse motivo que não sou só eu que fico nesse estado.

Sabe quando você acredita que tudo está 100% e nada poderia dar tão errado assim? Vivo isso o tempo todo e constantemente eu quebro a cara. Seja com pessoas as quais confiava tudo ou pessoas que eu só esperava um pouco mais, a decepção nunca sabe como vem ou quando vem, ela só aparece aqui e deixa um rastro bem grande pra você não esquecer. Mas será que a gente quer esquecer?

Nunca fui rancorosa ou nada do tipo, não guardo tanta mágoa quanto dizem mas a decepção é algo tão constante dentro da gente que chego a achar que nada disso passa, a gente só foca em outras coisas que estão indo bem em certo momento. O que não deixa de ser verdade é que a gente nunca sabe o que fazer em relação a isso, se acha ruim ou se supera e deixa tudo isso passar. Mas deixar passar significa largar algo ou alguém que em algum momento, foi muito bom e aí que caímos no buraco da dúvida. A gente quer deixar de lado tudo o que aconteceu por um bem maior chamado amor ou não quer superar ou esquecer porque foi demais até pra nós, os fortes?

You May Also Like

30 comentários

  1. Eu sei bem como é isso de perder o controle. Fico completamente desesperada quando algo acontece fora dos meus planos, parece que tudo aquilo que estava indo bem desmoronou de uma hora pra outra. Mas é tentar seguir em frente e esquecer.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seguir em frente é a melhor opção sempre. beijos

      Excluir
  2. Nossa parece que você contou minha vida em poucas linhas, também sofro muito com o bloqueio e acabo passando para o meu marido a responsabilidade de tudo, sei o quanto é difícil passar por isso.
    Amei o post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre bom ler coisas que nos descrevem né? Beijos

      Excluir
  3. Muito interessante as questões levantadas no post. Eu entendo que não devemos esquecer. Aprendemos em todas as experiências que vivemos e se não for benção, vai ser lição. Esse é o processo de crescimento. Agora como administramos os sentimentos que acompanham as decepções é outra coisa. Acima de tudo precisamos manter a nossa paz e deixar a tempestade dos outros para trás. Parabéns pelo post ^_~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que tenha gostado e se interessado. Fico super feliz com isso!

      Excluir
  4. Uau, que post! Acredito que pelo menos uma vez na vida, nós vamos passar por isso. Nos sobrecarregam os e perder o controle acaba sendo algo inevitável. Esquecer? Jamais! Precisamos levar conosco todo o tipo de experiência vivida, mas não deixar que nossa vida gire em torno daquilo, quero dizer que devemos estar sempre preparados, seja para as alegrias ou decepções. Ambos fazem parte da vida. Adorei seu post, parabéns!
    Beijos
    www.hashtagtecontei.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super feliz que gostou do meu post. Precisamos sim levar nossa experiencia de vida junto de nós, assim, evitamos tanto.

      Excluir
  5. Sou apaixonada por textos que coloca esses sentimentos, momentos em questão. As vezes e sempre rsrs me senti bem assim. Controlar o que não se dá pra controlar, só Jesus na causa. Enfim, hora de pensar um pouco. Parabéns pelas belíssima palavras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, fiquei feliz em ler isso!

      Excluir
  6. Eu li seu texto e parece que esta mim descrevendo as vezes mim sinto assim, eu tenho esses bloqueios mim fecho e não consigo desabafar com ninguem, não sou de gusrdar magoa ate perdou muito facil achoque por isso as pessoas sempre aprontam comigo porque sabe que sempre perdoa, parabéns pelo texto, sei como é ter wue colocar todo esse sentimento pra fora. Sucesso, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que se inspirou e se viu no eu texto, fico super feliz!

      Excluir
  7. Pois é, muitas vezes não queremos esquecer o que vivemos....sejam bons ou maus momentos. Afinal, constroem a nossa história e a pessoa que somos. Parabens pelo post e ate mais!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelo texto, muito bom mesmo!

    ResponderExcluir
  9. Eu acho que não esquecer certos momentos é bom que serve de aprendizado para nossas vidas, mas dependendo do acontecimento vale a pena esquecer.
    Eu sou uma pessoa que esquece muito rápido, eu bloqueio, é de mim msm, até quando alguém proximo de mal falece, eu bloqueio tudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, as vezes lembrar de coisas que nos fizeram mal, serve de crescimento e de refletir quando algo similar acontecer.

      Excluir
  10. Infelizmente sou do tipo que não esquece. E acabo sofrendo pra caramba com isso. Não guardo mágoa, guardo momentos. Mas o menos isso rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tenho um pé nisso, é mais comum do que imaginamos!

      Excluir
  11. Bah, que texto! Essa parte "Quando algo de fato acontece fora do meu controle, as paredes começam a se fechar e eu fico de fora de tudo aquilo que era meu antes. Alguns podem dizer que é defesa, eu digo que é bloqueio." me resumiu muito e tudo isso leva a eu me fechar para o mundo, sabe?. Sobre esquecer as coisas, concordo que muita coisa a gente nao "deixa ir" porque no fundo nao quer perder as memórias, os sentimentos de tudo isso, apesar de ter machucado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! É sempre um passo complicado pra todo mundo, né? Fico super feliz que tenha gostado!

      Excluir
  12. EU já fui muito assim, mas tive que aprender na marra a parar de me preocupar com certas coisas que fogem do meu controle.Não dá pra viver assim, a vida é uma viagem e a gente tem que andar conforme a música. Beijos,refleti bastante nesse texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que consegui transmitir o que eu realmente queria: reflexão. Obrigada!

      Excluir
  13. Não sou rancorosa, mas de fato o que me faz ser assim é simplesmente pensar na situação friamente depois que a raiva passa, me permito ficar magoada para entender todos os pontos, fechar em nós e deixar ir. Sinceramente, funciono melhor assim porque deixo ir, esqueço de verdade, somente quando quero. Não consigo deixar pra lá. E eu apoio que devemos "ruminar" a situação no tempo que nos faz bem. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixar ir o que anda ficando em excesso de forma ruim na gente é importante.

      Excluir
  14. Sempre que algo sai do controle ou não sai da forma que eu planejei eu dou uma desesperada no começo. Depois me acalmo e sigo em frente. Não controlamos tudo né

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De maneira alguma, sempre tem coisas que não podemos fazer nada.

      Excluir
  15. Eu tambem sou assim, crio um bloqueio com um tipo `defesa´, acho que é coisa de nos, simples pessoas super ansiosas.
    Otima semana.
    Deus abençoe.
    Bjos

    ResponderExcluir